Tampinha Legal é presença confirmada do 1º Fórum Nordeste de Economia Circular

A Gerente do Instituto SustenPlást, Simara Souza, vai participar de dois painéis, nos dias 24 e 25 de novembro.

O Tampinha Legal, maior programa socioambiental de caráter educativo em economia circular de iniciativa da indústria de transformação do plástico da América Latina, estará presente no 1º Fórum Nordeste de Economia Circular (FNEC). O evento acontece nos dias 23, 24 e 25 de novembro, na Bahia. Simara Souza, Gerente do Instituto SustenPlást, irá participar de dois painéis, um sobre educação e outro sobre negócios. Na tarde do dia 24 de novembro, a representante do Tampinha Legal participará do painel “Desafios e oportunidades da reutilização do plástico: perspectivas globais e regionais”, no Museu Arte da Bahia. Já no dia 25, Simara fará parte do painel “Educação e sensibilização sobre reutilização: Envolvendo a comunidade na luta contra a poluição”, no Saladearte do Museu.

De acordo com Simara, a participação do Tampinha Legal na primeira edição do FNEC, é o resultado de um trabalho que vem sendo realizado há sete anos. “Nos tornamos referência! Estaremos ao lado de grandes nomes da indústria neste 1º FNEC, falando sobre algo que nos enche de orgulho. O case de sucesso do Tampinha Legal explica na prática como a Economia Circular funciona, por isso estamos felizes em participar deste momento histórico para o Nordeste”, destacou.

Sobre os temas de seus dois painéis, Simara ressalta a importância de debater os dois assuntos na Economia Circular. “A educação é a forma primária de ensino e o ser humano precisa ser educado para aprender a não poluir. Deveria ser automático, visto que é o único ser vivo capaz de poluir. Já quando falamos do plástico de forma econômica, trazendo ele para o mundo dos negócios, estamos aplicando a Economia Circular.

Quando um material é 100% reciclável, como é o caso do plástico, reutilizar ele não é apenas bom para o meio ambiente, mas para a economia”, explicou.

O Tampinha Legal completou sete anos de atuação recentemente e o programa já arrecadou mais de 1.300 toneladas de tampas plásticas. A quantidade do material já foi revertida em mais de R$3,2 bilhões de reais entregues integralmente para as entidades assistenciais participantes. O programa conta com 3250 pontos de coleta, distribuídos pelos estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Minas Gerais, São Paulo, Alagoas, Pernambuco, Goiás, Distrito Federal e Bahia.

O Tampinha Legal

O Tampinha Legal é realização do Instituto SustenPlást com o apoio do Movimento Plástico Transforma. Através de ações modificadoras de comportamento de massa, aumenta os níveis de esclarecimento quanto ao material plástico e seu destino adequado, proporcionando que a economia circular ocorra na prática.

Todos os segmentos da sociedade são convidados a recolher tampas plásticas e destiná-las para entidades assistenciais do terceiro setor cadastradas no Tampinha Legal, que busca a melhor valorização de mercado para o material. Os valores obtidos são destinados integralmente para as entidades assistenciais participantes sem rateios de material ou repasses de valores. O programa não recebe comissões e/ou gratificações sobre o material coletado. No primeiro semestre de 2023 ultrapassou R$3 milhões de reais destinados 100% para as entidades assistenciais participantes.

Recentemente, lançou no Núcleo Porto Alegre/RS, o Copinho Legal que, seguindo o modelo do Tampinha Legal, destina os recursos obtidos com a venda dos descartáveis plásticos (copos, pratos e talheres) para as entidades assistenciais participantes. O Tampinha Legal atua no Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Minas Gerais, São Paulo, Alagoas, Pernambuco, Goiás, Distrito Federal e Bahia.

Em Porto Alegre, o Tampinha Legal conta com o apoio estratégico da Fundação Gaúcha dos Bancos Sociais da FIERGS. Além do aplicativo (Android e iOS) e site (tampinhalegal.com.br), onde pode-se localizar várias informações tais como os pontos de coleta mais próximos, entidades assistenciais e empresas participantes, etc. Também é possível acompanhar o Tampinha Legal por redes sociais, como YouTube, LinkedIn, Twitter, Instagram, Facebook e TikTok.

 

 

Portal: Al1